LANÇAMENTO DA SÉRIE ‘FICÇÃO ESPECULATIVA’

A L-Dopa Publicações está lançando este mês uma nova série de livros, voltada para a ficção especulativa. Para quem não sabe, “ficção especulativa” é o termo anglo-saxão (agora incorporado em nossa língua) que engloba a ficção científica, a fantasia e o horror. São três livros por enquanto: “A Arma & outros contos” de Philip K. Dick (chamado de “Shakespeare da ficção científica”), “Juventude & outros contos” de Isaac Asimov (figurinha incontornável que publicou mais de 500 livros) e “O Apelo de Cthulhu” de H. P. Lovecraft (que todo fã de horror já ouviu falar e agora pode conhecer). São histórias repletas de naves e robôs, monstros e alienígenas, mas que também inspiram o leitor a especular sobre a realidade que nos cerca.

 

Philip K. Dick – “A Arma & outros contos” 

            Philip K. Dick é considerado pelo crítico Frederic Jameson como o “Shakespeare da ficção científica”. Nesta antologia, o autor comparece com 8 contos de sua fase inicial da carreira. O texto que dá título à coletânea, por exemplo, é a história da tripulação de uma nave espacial que precisa descer num planeta destruído por uma guerra atômica; mas um dos canhões permanece funcionando, então como decolar novamente? O primeiro conto da antologia, “A Caveira”, trata da história de um assassino marciano que é enviado de volta no tempo para matar o fundador de uma igreja antes que ele se pronuncie. São histórias repletas de robôs, naves, alienígenas e alta tecnologia, mas o tempo todo Philip K. Dick está se perguntando pela natureza da realidade, sua preocupação maior. O livro acompaha ainda um posfácio com estudo de Nils Skare, tradutor do livro.

P. Lovecraft – “O Apelo de Cthulhu & outros contos”

 P. Lovecraft é sem dúvida um dos maiores nomes da literatura de horror, e conhecido por todos os amantes das histórias que inspiram medo. Seu “O Apelo de Cthulhu” é a história da descoberta de seres pavorososo que habitam nosso planeta desde tempos imemoriais, sendo sua existência comprovada por cultos maléficos ao redor do mundo. Chamamos a atenção nesta coletânea também para “A Cor que Caiu do Espaço”, um dos contos mais inventivos do autor, que fala sobre um bizarro meteorito que cai numa propriedade agrícola e espalha o terror – lentamente – pela região. O estilo de Lovecraft é marcado pelas revelações que se dão aos poucos. O livro acompaha ainda um posfácio com estudo de Nils Skare, tradutor do livro.

Isaac Asimov – “Juventude & outros contos”

            Isaac Asimov é uma das grandes referências da literatura de ficção científica de todos os tempos, tendo escrito em torno de 500 livros. “Juventude” é um conto em que o mestre se exercita na forma curta ao tratar de uma raça alienígena que aguarda a chegada de uma tripulação de outro planeta para criar uma rota de comércio que poderá salvar sua espécie da estagnação. O conto “Piadista”, por exemplo, também incluso na coletânea, fala sobre um supercomputador que é usado para descobrir a origem e a natureza das piadas – o resultado é assombroso. Como sempre em Asimov, os textos primam por uma clareza e transparência de estilo. O livro acompaha ainda um posfácio com estudo de Nils Skare, tradutor do livro.